Governança de TI


ITIL

A ITIL surgiu na década de 80 em sua versão original, composta por 40 livros. No início do ano 2000, foi publicada a versão 2, formada por um conjunto de 7 livros que entregam uma visão de processos sobre boas práticas para prestação de serviços de TI. Em 2007 foi lançada a versão 3, composta por 5 livros que organizam a visão por processo da versão 2 agora em fases do Ciclo de Vida do Serviço. Já em julho de 2011 foi publicada uma segunda edição da ITIL V3, para melhorar a consistência e navegação no conteúdo, reorganizando alguns assuntos e melhorando o fluxo de informações, incluindo a padronização de interfaces, entradas e saídas em todo o ciclo de vida do serviço.


As boas práticas da biblioteca ITIL despertam grande interesse em todas as empresas, por conta da organização e melhorias no Gerenciamento de Serviços de TI na busca de diferencial competitivo no mercado. A grande dependência do negócio em relação aos Serviços de TI coloca os gestores na busca de adoção das melhores práticas com o objetivo de aumentar a eficiência e a eficácia de seus processos.


Cada vez mais se disseminando pelo mercado, as boas práticas em relação à Governança e o Gerenciamento de Serviços, fazem com que a ITIL seja entendida como fundamental para promover recomendações sobre como planejar, implementar, gerenciar, controlar e melhorar os resultados dos Serviços de TI necessários para o negócio.


Information Technology Infrastructure Library (ITIL), conjunto de recomendações baseadas em boas práticas de Gerenciamento de Serviços de TI, composta de 5 livros contemplando as fases do Ciclo de Vida do Serviço.


O ciclo de vida do serviço é composto pelos seguintes componentes:


Estratégia de serviço: prevê e conceitua um conjunto de serviços que ajuda o negócio a alcançar seus objetivos. É aqui que são tomadas as decisões estratégicas relacionadas aos serviços que vão ser desenvolvidos. Nesta fase são fornecidas orientações úteis para o desenvolvimento de políticas e objetivos de gerenciamento do serviço através do seu ciclo de vida.


Desenho de serviço: desenha o serviço tendo em mente objetivos de utilidade e garantia. Possui processos que orientam o desenho e o desenvolvimento do serviço, assim como o desenho dos processos de gerenciamento. Está diretamente orientado ao desenho do que a estratégia decidiu.


Transição do serviço: fornece orientações para o desenvolvimento e melhorias das habilidades necessárias para fazer a transição de novos serviços ou serviços alterados para a operação. Os serviços são desenvolvidos, testados e liberados de forma controlada.


Operação de serviço: gerencia os serviços em produção para assegurar que seus objetivos de utilidade e garantia sejam alcançados. Inclui orientações para alcançar a eficiência e eficácia na entrega e suporte de serviços, assegurando assim o valor para o cliente e para o provedor de serviço.


Gestão de Relação de Negócio: Introduzido na ITIL 2011 como um novo processo. Gestão de Relacionamento de Negocio reúne pesquisa de satisfação do cliente e Gestão de Queixas. Como resultado, o processo de Melhoria de Serviço Continuada foi movido para Gestão de Relação de Negócio.

Cobit

Nossa empresa tem a preocupação de manter-se atualizada com os produtos mais recentes do mercado, não sendo diferente com o Cobit. Nós contamos com a mais atualizada versão dessa governança de TI corporativa.


Sobre o Cobit 5.


Além de ser capaz de ajudar empresas de todos os tamanhos, essa nova versão mantém informações para apoiar decisões de negócios, alcançar objetivos e benefícios através da nova eficácia da TI, atingir a excelência operacional através da aplicação confiável e eficiente da tecnologia, e manter os riscos da TI a um nível aceitável garantindo com que sua empresa esteja à frente porem sempre com segurança.


Princípios


Cobit 5 é baseado em 5 princípios:


Princípio 1:Reunir necessidades dos Stakeholders

Prover todos os processos requeridos e facilitadores para suportar a criação de valor ao negócio.


Princípio 2: Cobrir a Organização da fim-a-fim

Acompanhar todas as funções e processos, cuidando de informação e tecnologia como fatores que precisam ser negociados como qualquer outro bem dentro da empresa.


Princípio 3: Aplicação de um framework único e integrado

O framework necessita se alinhar com outras normas e práticas e que sirva como padrão geral para a governança de TI.


Princípio 4: Ativando uma Abordagem Holística

Definir facilitadores para apoiar a implementação de uma governança global e um sistema de gestão de TI corporativo.


Princípio 5: Separando Governança de Gerenciamento

Duas disciplinas que monitoram diferentes tipos de atividades, exigindo dessa forma, diferentes estruturas e servindo diferentes objetivos.


A versão mais recente do COBIT está mais madura, principalmente na área de segurança da informação, começando a explorar diferentes áreas.

ISO 20000

A ISO/IEC 20000 é a primeira norma editada pela ISO (International Organization for Standardization) que versa sobre gerenciamento de serviços de TI (Tecnologia da Informação).


A ISO 20000 apresenta um conjunto que define as melhores práticas de gerenciamento de serviços de TI. O seu desenvolvimento foi baseado na BS 15000 (British Standard) visando ser completamente compatível com a ITIL (Information Technology Infrastructure Library). A sua primeira edição foi publicada em dezembro de 2005.


As normas internacionais relacionadas com a Gestão de Serviços de TI permitem a colaboração de organizações internacionais e fornecem diretrizes importantes que contribuem para o estabelecimento da credibilidade das empresas. A norma ISO 20000 permite a uma organização demonstrar aos seus clientes e investidores uma operação com integridade negócios e segurança, e que promove uma cultura de melhoria contínua da qualidade em relação à Gestão de Serviços de TI.


Isso se torna tão importante porque a obtenção da certificação ISO 20000 pode contribuir para que as empresas alcancem uma vantagem competitiva relativamente alta às empresas que não cumprem os requisitos desta norma.


A certificação ISO 20000 permite verificar se uma organização emprega as melhores práticas de Gestão de Serviços de TI, conforme demonstrado por uma avaliação independente externa com base numa norma oficial, realizada por uma organização de auditoria autorizada. Este nível de validação pode auxiliar a empresa a manter uma maior competitividade.

Soluções

  • Gestão da Informação

    close

    Gestão da Informação

    Nosso trabalho é Alinhar a área de TI de sua empresa com as Estratégias do Negócio. Somos capacitados para lidar com a produção de todo tipo de Informação na sua Análise e Disseminação, para atingir o maior número de pessoas de forma satisfatória. Até pouco tempo os Recursos Tecnológicos eram utilizados somente como apoio para Tarefas executadas, estando sempre à margem das estratégias utilizadas nas corporações. Porém com a necessidade de Decisões Rápidas, mas que sejam confiáveis, a Gestão da Informação passou a ser vista como uma Oportunidade de progressão, se tornando ferramenta fundamental para o serviço estratégico do negócio. A Gestão da Informação deve se apoiar em Políticas Organizacionais que propiciem a sintonia e o inter-relacionamento entre as unidades ou setores da instituição. Esta é uma Condição Imprescindível para que os procedimentos direcionem os fluxos de informação para a gestão. Além disso, estamos falando de um Processo que é Social, portanto, as Pessoas e suas Relações, mais que qualquer outro elemento, são fundamentais para a efetivação da Gestão da Informação. Não há dúvida de que a credibilidade e o sucesso de qualquer projeto de Gestão da Informação serão dados às pessoas que o direcionam e o condicionam de acordo com os Objetivos. As empresas e os profissionais que fizerem melhor uso da Gestão da Informação terão maiores chances de permanecer e progredir no mercado.

  • Automoção de Processos

    close

    Automoção de Processos

    Tipicamente, diversas empresas cujo Objetivo Principal do negócio está concentrado em sua atividade de Produção, tem a característica de ter os seus Processos Centrais bem desenvolvidos e aperfeiçoados, entretanto, outros tipos de processos, tais como Atividades Auxiliares e/ou Administrativas, não são tão bem desenvolvidos por não ser o Foco direto da empresa.

    Nossa equipe entende e propõe soluções para a Melhoria justamente desses Processos Administrativos da companhia, como processos das áreas de Recursos Humanos, Financeira, Logística, Compras e etc. Ao iniciar o mapeamento desses processos administrativos e de negócios e da Distribuição das Atividades entre as áreas logo foi percebida a ausência de uma visão holística dos processos por parte de vários Integrantes das áreas, mesmo aqueles que participam ativamente de etapas importantes do processo. O fato de não conhecer o processo como um todo faz com que o participante muitas vezes não entenda o Motivo e o Objetivo do seu trabalho, fato que pode ocasionar erros, desinteresse, desmotivação e baixo desempenho do funcionário, e consequentemente, do processo.

    Também é notada em muitas empresas a Falta de Planejamento integrado e padronização nos processos no que se refere às atividades exercidas. Há processos, por exemplo, a análise de relatórios de despesas, que são Descentralizados, ou seja, unidades de negócios diferentes mantêm equipes próprias para executar a mesma atividade. Todas essas equipes efetuam análises muito Semelhantes em sua essência, porém com apenas alguns Detalhes Diferentes entre si, mas feitas por equipes diferentes. Nós realizamos essas tarefas de forma Padronizada e por uma única equipe, o que torna o processo mais Eficiente, além de liberar as demais equipes para a execução de outros trabalhos dentro deste ou de outros processos.

  • Indicadores

    close

    Indicadores

    Os indicadores de gestão são, numa definição simples, parâmetros que permitem avaliar a distância entre o cenário desejado pela empresa e o encontrado atualmente; se as metas traçadas foram alcançadas ou se estão longe disso.

    Indicadores de gestão possibilitam a correção dos rumos de uma estratégia ou na melhor das hipóteses comprovam sua eficiência. Com a governança de TI em destaque o uso de indicadores de processo, como compliance e de serviços, são cada vez mais recorrentes.

    Como é comum em toda operação envolvendo a gestão de TI, o uso de indicadores é um processo meticuloso que exige total envolvimento do corpo empresarial da organização. Não pode haver relaxamentos ou setores descompromissados com a tarefa.

IBM Notes


Framework Soluções Desenvolvimento Administração

  • Gerência de Logística


      • Follow-Up de Fornecedores
      • Avaliação de Desempenho de Fornecedores
      • Avaliação de Programação do Transportador
      • Gestão de Frota
      • Gestão de Caminhões
      • Gestão de Contratos
      • Gestão de Fornecedores
      • Gestão de Frete
      • Processo de Multas
      • Panorama de Suprimentos
      • Frete Granel

    Gerência de RH


      • Movimentação de Pessoal (processos de Admissão, Promoção/Transferência e Rescisão)
      • Controle de Interinidade e Substituição
      • Avaliação de Programação do Transportador
      • Requisição de Treinamento
      • Pesquisas de Avaliação/Satisfação
      • Localizador de Pessoas
      • Controle de Horas
      • Pagamento de Horas Extras

    Gerência Financeira


      • Conciliação Analítica
      • Proposta de Limite de Crédito e Negociação de Débito – PLCPND

    Gerência Jurídica


      • Manual de Contratos
      • Solicitações ao Depto. Jurídico

    Gerência de Operações


      • Controle de Documentos Fiscais e Alvarás
      • Ajuste de Inventário Diário

    Gerência de TI


      • Catálogo de Serviços
      • Base de Conhecimento
      • Log de Eventos em Aplicações Notes
      • Portal de Aplicações
      • Solicitação de Serviços de TI (Hardware, Telefonia, Telecomunicações)
      • RDM – Requisição de Mudanças
      • Revalidação de Contas
      • Gestão de Contratos de TI
      • Fórum de Segurança da Informação
      • Controle de Horas Extras

    Gerência de Comunicações


      • Controle Eletrônico de Eventos (envio de convites / controle de presença / sorteio de brindes / pesquisa de satisfação)


    Gerência de Marketing


      • Editais e Convites via Web (para fornecedores, leilões, vendas, etc.)
      • Solicitações ao Depto de Marketingo

    Gerência de Compras


      • Processos de Compras
      • Cadastro de Materiais
      • Cadastro de Fornecedores

    Gerência Comercial


      • Relatório de Visitas Comerciais
      • Panorama de Vendas
      • Gestão de Comodato e Empréstimo Provisório

    Gerência de Projetos industriais


      • Solicitações à Gerência de Projetos Industriais

    Gerência de SMS – Segurança, Meio-Ambiente e Saúde


      • Registro de Acidentes, Incidentes e Desvios

  • Atualmente as empresas estão cada vez mais se preocupando com o Gerenciamento e a Otimização de seus processos para que consigam obter mais Eficiência e Eficácia, produzindo mais bens e serviços com menos recursos, buscando as melhores maneiras de alcançar o objetivo do seu negócio.


    Sem dúvida, o Lotus Notes da IBM é uma ferramenta poderosa para permitir que as organizações automatizem seus Processos de maneira a torná-los Gerenciáveis, Padronizados e Controlados através de soluções de Workflow que podem ser criados em seu ambiente.


    A Leadwork utiliza sua experiência de 14 anos em elaboração de Soluções de Workflow, cujos profissionais certificados pela IBM-Lotus Notes, tem atuado em diversas empresas de todos os portes e de vários setores, em Consultoria, Desenvolvimento e Treinamento de usuários e desenvolvedores, para ajudar a sua empresa a Gerenciar seus Processos através de ferramentas de workflow para Lotus Notes/Domino.


    Durante todo esse tempo Aprimoramos e Agregamos nossos Conhecimentos para que pudéssemos atingir um Nível de Qualidade no desenvolvimento de sistemas que agora torna-se o nosso Diferencial em relação ao mercado.


    Contando conosco, sua empresa terá a disposição ferramentas de Alta Flexibilidade e Padronização, facilidade de desenvolvimento, o que contribuiu para o Aumento da Produtividade da equipe com a redução em até mais de 40% dos prazos e custos de desenvolvimento do que se começassem a desenvolver uma solução do zero.


    Além da Padronização dos sistemas, que proporciona maior Facilidade para manutenções e/ou melhorias nos aplicativos, os sistemas implantados obtem uma maior Satisfação do Cliente final.


    Nossas soluções dispõem de funcionalidades para geração de Estatísticas do Processo, permitindo que você possa identificar eventuais problemas ou Gargalos no processo, auxiliando o desenvolvimento de Ações Corretivas e permitindo assim que o processo evolua e esteja em Constante Melhoria.


    Por contarmos com Profissionais Experientes e certificados em Lotus Notes, ITIL e Cobit, desenvolvemos Soluções que auxiliam a TI nos Processos de Governança além de atender a diversas áreas da companhia.

Treinamentos


Em um ambiente de colaboração, se promove o crescimento geral pelo mérito da todos. Treinamentos são a chave para a capacitação e troca de informações entre as pessoas em um ambiente corporativo, assim atuando como agente de integração, motivação e aumento de produtividade.

Parceiros



contato

contato@leadwork.com.br

facebook.com/ProfLeandroVaz

@Leadwork_TI